Tempo

Tudo bem, viu?

A gente tem que parar de insistir em quem faz pouca questão da gente. Essa coisa de querer caber dentro das caixinhas que os outros criam, é se privar de viver intensamente. Tudo bem ser não der certo. Tudo bem receber um não. Tudo bem. Essa coisa de não aceitar que o fim chegou, desgasta o corpo e até a alma. Não digo que devemos deixar de ser gentil ou se comportar como quem não se importa mais – eu não sou assim, particularmente falando – mas chega um momento em que temos de pensar mais em nós. É bom abrir as janelas do coração e deixar que o vento leve toda poeira que pesa o peito. Tudo bem, é normal precisarmos partir da vida de alguém em algum tempo. Por mais que desejamos que tudo dure para sempre, alguns para sempre só duram até o fim do ano, outros até o fim do mês, e talvez, há os que durem até a eternidade. Então, se não és mais bem-vindo (a), tudo bem respirar novos ares. Se ele (a) não ligar a mínima para sua partida, por mais doído que venha ser para você, tudo bem, isso só irá te dar mais certeza que fizeste a coisa correta. A gente precisa entender que quando não há mais espaço dentro do outro para nós, é porque já não há um porquê de ficarmos. Deixar ir. Se vai. Tudo bem. No começo as sensações são horríveis. A vontade de voltar atrás e querer respostas mais exatas nos perturbarão por longas noites, mas devemos saber que silêncio é resposta, ignorar é resposta, e quando interpretamos esses sinais, devemos mais ainda seguir em frente. Tudo bem de chorar, de se espernear por uma semana ou mais, só não podemos parar nossas vidas enquanto o outro caminha como se nada tivesse acontecido. O coração irá se reter nos primeiros anos, e tudo bem você não querer conhecer um novo alguém, porque, quem foi que disse que para estarmos bem precisamos necessariamente estar em uma relação? Então, tudo bem de ir conhecer o mundo com seus diversos lugares. Tudo bem sair com os amigos do serviço ou da faculdade toda sexta-feira a noite. Tudo bem não responder aquela mensagem de alguém que te viu numa festa. Deixa que o tempo vai dizer o tempo de amar outra vez. Tudo bem. Levante esse astral aí. Se quiser, se reinvente. Crie novos hábitos, gostos e sentimentos. Se reconstrua. Se reorganize. Sim, isso realmente vai levar um tempo – ou não – pois, tudo depende da importância que dará a tudo isso. Só seja inteiro para você e para quem quer que seja seu par quando ele resolver chegar. Tudo bem de alguns amores irem, mas outros virão, e mostrarão que cada um tem seu efeito, seja por um momento, seja por toda uma vida. Tudo bem.

Tempo certo

Anúncios

7 comentários em “Tudo bem, viu?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s