Dois

O outono e seus pensamentos…

O outono chegou, e com ele a brisa de diversos pensamentos. Têm dias que acordo e nem paro pra pensar no futuro, mas há outros que acordo querendo saber: “por onde anda o amor da minha vida?” Conhecemos gente quase todos os dias. É no metrô, na fila do banco, no corredor da faculdade, até no trânsito – seja onde for. Muitas das vezes passamos desapercebidos por pessoas incríveis, pois é bem isso que somos: um acumulo de sensações, mas a pressa nos tampa a visão, e em certos momentos, até o coração. Sim, eu continuo esperando pelo amor. Esperar. Essa palavra está se tornando um clichê em minha vida. Alguns ainda insistem em dizer que quero escolher, mas o que eles não entendem é que meu coração não é descartável, que só porque não deu certo, eu esqueço e parto para outra. Tenha dó né? Eu já disse, e posso repetir quantas vezes forem necessárias: o amor é um sentimento nobre demais para ser desperdiçado com quem não deseja amar de verdade.Não me desespero, ando tendo paciência em esperar, porque tenho plena certeza que Deus está cuidando de tudo. Eu não quero alguém para levantar meu ego, só reconhecendo minhas qualidades sem se dar conta que os defeitos estão presentes e são partes de mim ou que fique sem me confrontar quando eu estiver errada, entende? Estamos vivendo rodeadas de pessoas pervertidas e desacreditadas nas coisas boas que trazemos no peito, mas ainda bem que apesar de tudo dizendo o contrário, mantenho-me firme na crença que “o amor une perfeitamente todas as coisas”. Um amor que una seus sonhos aos meus para juntos caminharmos. Um amor que ria dos meus desastres, mas me abrace quando eu precisar chorar. Um amor companheiro, confiante. Um amor que mesmo não tendo condições financeiras o suficiente para viajar, se sinta feliz em passar o dia assistindo um filme atoa. Que comemore comigo as minhas vitórias, me permitindo comemorar a suas também. Um amor que ame minha família meio doida, que faz piada de tudo – mas que dá umas cortadas legais para sabermos como viver, e principalmente de como fazer um casamento durar. Um amor que me respeite. Que seja inteiro, sem medo de se entregar. Um amor que não resista a saudade, e venha me ver quando dar na telha. Que converse comigo sobre tudo, e que goste de me ouvir cantar. Um amor que cozinhe bem, pois é como dizem né, “a beleza acaba, mas a fome não”. Eu quero um amor que eu possa chamar de lar e partilhar os meus anos ao seu lado. Um amor que resista o tempo. É. Eu desejo um amor novo, sem receios sobre o passado. Eu quero amar, mesmo que o outro não mereça. Eu quero um amor que me ame, mesmo quando eu não merecer. Eu quero por fim que sejamos um só, pois daí pra frente, não só as alegrias, mas as dores também serão divididas. E o que parecer pesado demais para carregar, com a ajuda um do outro, saberemos levar adiante, para sempre.

Tempo certo

Anúncios

2 comentários em “O outono e seus pensamentos…

  1. Tempo certo é um bom Insigth, e o Outono é uma epoca de introspecção. São energias para se olhar para dentro se preparar para o inverno e florescer na primavera. Espero que consiga se encontrar para assim encontrar aquilo que tenha de estar a seu lado. Se não olhar para dentro não vai saber quem você precisar encontrar haha

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s