amor

Eu sigo na saudade…

touro-mulherE são tantos sonhos que criamos, mas só quando vemos o tempo escorrer entre nossos dedos que nos damos conta que já não temos tanto tempo assim. E cada sonho que é ficado para trás, deixa uma saudade absurda. Chega até ser engraçado o fato de sentirmos muito por coisas que nem se quer existiu, a não ser nos nossos pensamentos. Eu vivo de saudades, acredito até que se não fossem elas, eu nada seria hoje. Têm dias que ela aperta de leve, e outros que quase me sufoca. O que ajuda, dentre tantas indagações que vão surgindo, é a fé em um Deus que cuida tão bem mim, mesmo eu sendo habitualmente atrapalhada em quase tudo nessa vida. Por falar em saudades, hoje senti falta do amor. Não é que eu não tenha amado, ou que não ame. Mas, falo de reciprocidade, daquele amor que nos tiram sorrisos, e que traz uma paz inexplicável, pois, é isso que ele é, não é mesmo? Inexplicável. Eu tenho crença naquela frase que diz que, “quando desistimos de algo, estamos deixando um pouco de nós ali”, mas muitas das vezes precisamos organizar as prioridades e endireitar os tais sonhos para então poder encontrar o caminho certo a seguir. Eu ainda não desisti do sonho de encontrar o amor, aquele que acontece uma vez só e que dura até a eternidade. Eu sei que irei encontrar. 32e5a0a4f3f461bf9fc68f98fda1acd8O amor que tudo suporta, tudo espera, tudo crê. O amor paciente, cauteloso. O amor manhoso, o amor real. O amor de dias alegres, mas de garras fortes o bastante para aguentar os dias maus. O amor que me tire do comodismo e me leva a conhecer sobre as coisas do coração da forma singela e verdadeira. Literalmente não sou feita essa gente, não consigo engolir a ideia de me envolver com uma pessoa somente por me envolver. Eu sei, de um jeito ou de outro, o amor, daquele que cabe inteirinho no peito até transbordar, só se achega naqueles que sabem esperar por ele. Enquanto ele não vêm, eu fico na saudade, principalmente na de conhecer alguém capaz de sentir mais saudades do que eu, e que saiba matá-la na medida certa. Alguém que goste de mandar um bom dia na manhã, ligar antes de dormir, e de me receber sempre com um sorriso no rosto, mesmo eu não estando apresentável fisicamente. Alguém que me leve para um tomar um suco natural na pastelaria da cidade, que me tire para dançar mesmo não tendo canção – pois nos tornamos a própria canção – fazendo borboletas surgir no meu estômago pelo jeito a qual ver a vida. Alguém que envia flores fora de datas especiais, que não dispensa os abraços calentos, e os beijos demorados. Alguém que me faça cafuné e que me permita ajeitar-me em seus braços só para poder chamá-los de lar. Alguém que conheça minhas qualidades e respeite meus defeitos. Alguém que deseje rir de tudo comigo, mais que saiba ser sério quando preciso, e que me ajude sempre a melhorar. Eu sigo na saudade de encontrar alguém que consiga me olhar nos olhos e dizer tudo que sente mesmo sem palavra alguma. Alguém intenso, mas que tenha falhas também. Eu sigo na saudade de ter a ansiedade de esperar o amor entrar pela porta da sala de estar e nunca mais partir. Eu sigo na saudade de um amor que queira ficar, mesmo com todos os motivos para ir.

Tempo certo

Anúncios

6 comentários em “Eu sigo na saudade…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s