Vida

Era amor, agora desamor…

Tinha tudo para ser um amor bonito. Tinha cumplicidade, confiança, amizade, carinho, mas ao fim, não tinha amor. Por muito tempo ela tentou segurar a barra sozinha, bancar a que tudo aguentava e tudo sabia, quando na verdade era só uma menina disfarçada de mulher, literalmente perdida quanto a essas coisas do coração. Ela só queria alguém que desejasse conhecer sobre a vida junto dela. Mas, com seu esforço ela aprendeu o que era o amor e amou, só que não há pessoa que suporte o fato de notar que tudo quanto se sente não é recíproco. Não há edificio que fique de pé sem um alicerce reforçado. Podemos muito bem amar sem ver a quem, mas quando se trata do amor que nos leva a sonhar com uma casa no interior da cidade, um casal de filhos bajulando entre os cômodos, e a ideia de passar anos e anos ao lado de uma só pessoa, é, não se pode esperar que somente um venha assim fazer. Era amor. Só da parte dela, talvez. 4799838212_9dd847cc53_zÉ verdade que a vida é curta, mas não devemos pensar que a mesma deve ser pequena, então com issso, não podemos nos prender a algo que não leva a lugar algum. Ela sabia respeitar o espaço e a manter os pés nos chão apesar de todo o sentimento que havia dentro de si. Ela amava de uma forma livre – nada de obrigar ninguém a ficar. Ela soube apresentar todos os seus lados com cautela, primeiro para não iludir, segundo para não decepcionar, até porque, aquele jeito doce se tranformava em uma piadista fora do normal, mas como qualquer ser humano, tinha seus dias ruins que pudia muito bem acabar usando algumas palavras erradas. Ela fez tudo que estava ao seu alcance, mas quão triste deve ser ver tudo derramando-se para fora do peito do outro, não porque o transbordava, mas sim, por não haver espaço dentro de seu peito para o que lhe era dado. E o que tinha tudo para ser um belo amor, virou desamor, porque como já foi dito, a vida é curta, e antes de querermos amar alguém, devemos nos amar, pois não dá para se doar por quem não mexe uma palha sequer por nós. Era amor, agora desamor.

Tempo certo
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s