amor

Deixa eu dizer

imageHoje acordei com meus sentimentos gritando no peito. É engraçado como as dores fecham nossos corações e nós nem percebemos. É irônico demais gostarmos tanto de falar sobre o amor e quando nos deparamos com esse sentimento, sentimos um nó na garganta, um calafrio que traz medo e pensamentos cheios de incertezas. Pode ser que digam para mim: você não pode estragar o presente com coisas do passado. Quer mais verdade que essa? Não né. Isso tem seu poço de razão, mas meu coração é teimoso que nem criança, é tão criança que agora se encontra amedrontada como uma. Eu gostaria de espalhar aos quatro canto do mundo ou só para o meu mundo que o amor chegou, mas bendita cisma de quebrar a cara me faz voltar atrás. Não faz muito tempo que resolvi dá uma chance outra vez para a vida, que resolvi me permitir em conhecer alguém, é engraçado, pois hoje, nesse exato momento, sinto meu peito apertado como se estivesse sendo amarrado a uma dor que ainda não chegou, mas me assombra. Eu estou respirando fundo, estou com a cabeça no lugar e sorriso no rosto, só que meu coração está inquieto, numa tempestade sem terra seca à vista. Eu queria ter a coragem de antes de pegar o celular, mandar uma mensagem linda no meio da tarde, pegar o primeiro ônibus/carro/bicicleta e ir até a casa sua e dizer que senti saudades – só de pensar assim, meu coração acelera, enquanto não crio coragem, vejo o tempo passar. Enquanto o tempo passa, muitas pessoas vão passando em minha vida e na sua, com isso, me recordei de quando você chegou, eu questionava comigo: “porque ele?”, e agora me olhando por dentro, me permitindo ouvir meus sentimentos eu me pergunto: “porque não ele?”.

imageNo fundo eu não aceitava outro alguém na minha vida, mas deixando você distante um pouco comecei a notar que tu é além do que eu pensava e que existe, há muito tempo, um amor dentro de mim esperando por você para ser demonstrado. É horrível, confesso, sentir o coração na mão em relação ao que sentimentos e no fim descobrir que é um sentimento tão lindo que se não cuidarmos, pode morrer por não ter para onde expandir, por não falar, por não mostrar. Estou aqui cuidando dele com carinho para que não morra e desejando que esse medo vá embora, antes que eu te veja partir de vez da minha vida.

TEMPO CERTO

Anúncios

6 comentários em “Deixa eu dizer

  1. ” É irônico demais gostarmos tanto de falar sobre o amor e quando nos deparamos com esse sentimento, sentimos um nó na garganta, um calafrio que traz medo e pensamentos cheios de incertezas.” Amei mais do que amei. É realmente muito irônico porque falo o tempo todo, é meu instrumento principal o amor mas quando me deparo com ele nunca sei o que fazer, o que falar ou como agir. E um medo tremendo … Cara, amei o texto, me identifiquei em cada pedaço … parabens!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s