Tempo

Sabe a dor? Ela continua

Uma dor sempre será uma dor. Sem explicação. Uma dor só precisará ser sentida em toda sua profundidade, em toda suas possíveis versões, de todos os jeitos. A dor, no começo, te corrói por dentro de uma forma avassaladora. Os dias se tornam cansativos demais. As noites, longas demais. As madrugadas, reflexivas demais. As semanas não parecerem seguirem as ordens. Os meses não fazem tanto sentido, sem citar as horas e os minutos. A dor parece mais nós do que nós mesmos. Nossos rostos mudam, nos falar, olhar, andar, com tudo, sem perdermos a essência. No começo é escuridão, frio e solidão. Engana-se quem pensa que sair para distrair ou se envolver com qualquer coisa cabível que nos roube a atenção dela, irá melhorar. Não melhora. Ficamos a sentir do mesmo modo. Eu me permiti sentir a dor ao extremo. O começo é sempre difícil. “você se acostuma com o tempo”, eles dizem. Pode até parecer que não, mas chega um ponto que nos acostumamos sim O momento de conformismo chega. Acordamos, lembramos que a dor está ali, porém levantamos e fazemos tudo quanto precisamos fazer. Não é nada comparado com a empolgação de antes dela, mas fazemos. As coisas continuam sem tanta graça, entretanto, participamos por algum motivo, as vezes óbvios, outras não. A dor deixa de ser nós e passa a ser parte de nós. Um complemento do que somos. Continuamos a nossa estrada da vida. E o mais engraçado é que, a dor se torna uma sarcástica professora. Qualquer desvio que possa nos causar mal, ela vem como uma luz e nos puxa as orelhas avisando “por aí não”, “ei, não faça isso”, “a última vez não deu certo, hein?!”

vvvv.jpgLonge de mim ser pessimista. Sou a pessoa, modéstia a parte, mais extrovertida e bem-humorada, só que meu caro, a dor molda nosso caráter, e abençoados são os que não se tornam frios com os passar dos anos e utiliza todo o aprendizado em prol do amor próprio e do amor ao próximo. Quando paramos para notar, em um certo ponto, não lembramos mais da dor como outrora. Isso seria cômico se não fosse trágico, talvez. Só que é assim, aquilo que aparentava estar nos matando, vai se tomando um tom cinzento demais para ser enxergado. Parece loucura, mas se acostumar se torna fácil. A vida vai passando. Seguimos. Só que nada é tão perfeito, nem mesmo a dor adormecida. Tudo caminha bem, até acordarmos um certo dia, a principio, meio indispostos. Passamos a manhã e tarde com a mente pesada, e as tarefas não nos permitem pensar demais a respeito. Começamos a andar de volta pra casa refletindo nos planos de amanhã e de repente, depois de tanta agonia nesse dia que amanheceu turbulento, entramos em casa, sentamos no sofá e começamos a chorar desesperadamente por todas as outras vezes que deixamos a dor passar sem oferecer um lugar. Choramos por todas as vezes que deixamos de sentir a dor, e em questões de segundos, nossa alma se limpa. A dor acordou por um instante para nos lembrar que chorar não mata e que estar fraco uma hora ou outra não faz mal para ninguém, apenas amadurece. A dor irá fazer parte de nós para sempre. Pode ser como lembrança. Pode ser como cicatriz. Pode ser como um desconforto. Mas, ela fará. Não se culpe por sentir, no fim, a dor sempre tem algo a nos ensinar.

Tempo certo
Anúncios
Vida

Pra você que só me procurava quando não estava bem…

Eu senti tuas dores. Todas as vezes em que chorou, enxuguei tuas lágrimas. Eu te vi caído, sem forças, e te estendi a mão e lhe dei abrigo. Quando nada tinhas para oferecer, permaneci com todo meu apoio. Era incogitável a ideia de abandonar-te quando mais precisaste de um ombro amigo, mesmo que esse ombro fosse o meu, a pessoa quem tu feriste e magoaste no passado. Deixei de lado nossas desavenças, e mostrei que o amor está acima de qualquer barreira. O perdão me trouxe luz. A paz irradiou minh’alma. A vida deu sua volta naquele momento. E lá tu estava necessitado de alguém para te ajudar a caminhar. É nas horas difíceis que vemos quem realmente se importa. Creio eu que quando tu me vistes entrar pela porta, assustou-se e ficou sem entender ou quem sabe até pensou que eu era uma doida. Depois de tudo que nos aconteceu, aparecer do nada trazendo acalento que almejavas – como tu dizia: um anjo da guarda.Aprendi ao longos do anos de experiências que não devemos esperar nada em troca quando ajudamos o próximo – mesmo que esse próximo seja quem mais amemos – mas, nunca estamos prontos para ingratidão. Ao passar por toda a turbulência, é óbvio que não caí na ideia de que poderíamos tentar outra vez. Eu esperava, pelo menos, um obrigado ou quem sabe, um sorriso sincero de agradecimento. Ao se levantar das cinzas tu correu para o mundo a fora. E advinha o que aconteceu depois? Tu caiu novamente. E o pior. Advinha quem tu procurou? Sim, eu. Me tornei um step de suas desilusões. Quando algo de ruim te atingia, lá vinha você procurar saber de mim o que deveria fazer. Confesso que as primeiras vezes estive presente. Ouvi. Cuidei. Fui uma coluna para o teu teto frágil. Depois que outras vezes começaram a vir, senti meus ombros pesarem. Meu semblante já não era o mesmo. Meu coração passou a ficar apertado, mas continuei ali. Só que ninguém pode ser forte por dois, tampouco amar por dois, e então desabei. Quando tu não estava bem por qualquer coisa que fosse, me procuravas, mas se eu não estou bem por causa de você, procuro quem? Foi aí que notei que não tinha quem me acolhesse. Me dediquei a você, e esqueci de mim. Parti então. Meses depois você me ligava chorando porque algo ruim havia novamente, mas não atendi. Cheguei em casa e ouvi sua mensagem de voz. Até pensei em retornar, mas era meu processo de cura, pois outra vez estava magoada contigo. Ouvir teus desabafos de sentimentos por outro alguém me deixou enfadada e duvidosa se o meu amor era suficiente. E aí compreendi que meu amor era suficiente sim, mas não para você. Demorei, mas me reergui, olhei no espelho e ali entendi que o amor que eu desperdicei contigo, deveria sentir por mim. Dei uma nova chance para viver intensamente. Não me arrependi das bondades que te fiz. Nós só colhemos o que plantamos. Ah! Só te desejo coisas boas sempre. E isso tudo falo para você que só me procurava quando não estava bem.

Tempo certo

 

Tempo

Tudo bem, viu?

Nós temos que parar de insistir em quem faz pouca questão da gente. Essa coisa de querer caber dentro das caixinhas que os outros criam é se privar de viver intensamente. Tudo bem ser não der certo. Tudo bem receber um não. Tudo bem. Essa coisa de não aceitar que o fim chegou desgasta o corpo e até a alma. Não digo que devemos deixar de ser gentil ou se comportar como quem não se importa mais – eu não sou assim, particularmente falando – mas, chega um momento em que temos de pensar mais em nós. É bom abrir as janelas do coração e deixar que o vento leve toda poeira que pesa o peito. Tudo bem, é normal precisarmos partir da vida de alguém também. Por mais que desejemos que tudo dure para sempre, alguns para sempre só duram até o fim do ano, outros até o fim do mês, e talvez, há os que durem uma vida. Então, se não és mais bem-vindo (a), tudo bem respirar novos ares. Se ele (a) não ligar a mínima para sua partida, por mais doído que venha ser para você, tudo bem, isso só irá te dar mais certeza que fizeste a coisa correta.

Precisamos entender que quando não há mais espaço dentro do outro para nós, é porque já não há um porquê de ficarmos. Deixa ir. Se vai. Tudo bem. No começo as sensações são horríveis. A vontade de voltar atrás e querer respostas mais exatas nos perturbarão por longas noites, mas devemos saber que silêncio é resposta, ignorar é resposta, e quando interpretamos esses sinais, devemos mais ainda seguir em frente. Tudo bem de chorar, de se espernear por uma semana ou mais, só não podemos parar nossas vidas. O coração irá se reter nos primeiros anos, e tudo bem você não querer conhecer um novo alguém, porque, quem foi que disse que para estarmos bem precisamos necessariamente estar em uma relação? Então, tudo bem de ir conhecer o mundo com seus diversos lugares. Tudo bem sair com os amigos do serviço ou da faculdade. Tudo bem não responder aquela mensagem de alguém que te viu numa festa. Deixa que o tempo vai dizer o tempo de amar outra vez. Tudo bem. Levante esse astral aí. Se quiser, se reinvente. Crie novos hábitos, gostos e sentimentos. Se reconstrua. Se reorganize. Sim, isso realmente vai levar um tempo – ou não. Tudo depende da importância que dará a tudo isso. Só seja inteiro para você e para quem quer que seja seu par quando ele resolver chegar. Tudo bem de alguns amores irem, mas outros virão, e mostrarão que cada um tem seu efeito, seja por um momento, seja por toda uma vida. Tudo bem.

Tempo certo

Vida

Cuidado com meu coração

Tudo que esperamos da vida é que ela possa sorrir para nós outra vez, em algum momento. É engraçado até, mas, conseguimos viver – depois de grandes decepções – um longo período sozinhos. Conseguimos encarar as tempestades com mais precisão sem ser levados por elas. Se escorregamos, conseguimos nos levantar como se nada tivesse acontecido, e seguir em frente – mesmo doendo. Os dias ensolarados não mais necessitam tanto de uma companhia como antes. É. As experiências ruins nos fazem mais fortes. Com tudo, preciso confessar que, toda essa fortaleza que se criou dentro de mim, me causa um pouco de medo. Podia ser uma defesa qualquer, sabe, aquele receio básico de deixar alguém vir porque um outro partiu sem dizer adeus. Só que tenho notado em como tenho afastado as pessoas que se achegam a mim. Eu não me sinto mais a vontade em ter que me dedicar para conhecer alguém, passar pelo processo de saber do que ele gosta de fazer, para onde gosta de sair, me encantar e depois vê-lo partir. Se tornou clichê demais “conhecer” hoje em dia. Tudo parece ser tão fácil e o que realmente vale a pena é ficado para trás. Se você me fizer enxergar ..: Peço desculpas a quem eu me dirigi friamente quando tentou entrar em meu coração. Sinto muito de verdade, mas não posso permitir que morras congelado dentro de um lugar que está fechado há tempos – e sem saída. Eu tenho uma grande parte de culpa, confesso também. Me ocupei em tantas coisas para conseguir viver com toda aquela dor sem que ninguém percebesse, e acabei deixando meu coração de lado. Talvez, quem sabe, ele aprendeu a “detectar” os que só aparecem para complicar ou talvez ele já esteja preparado e saberá quem realmente valerá a pena quando se esbarrarem por essa vida. Não sei ao certo. Eu tenho cuidado desde então para que esse meu coração não se perca completamente, deixando de acreditar no amor e na certeza de que em algum lugar há alguém especial esperando por mim. E eu peço aos céus que este alguém venha e seja inteiro, e me permita ser inteira com ele também para que juntos possamos resolver os imprevistos e entender que, por mais que alguns só vem para nos ferir, outros chegam – apesar dos tais dias difíceis – para nos fazer sorrir outra vez – todos os dias – pois veio para ficar e cuidar dos nossos corações.

Tempo certo

 

 

Tempo

Coração amadureceu com o tempo…

Eu dizia – antes daquela terrível decepção – que ninguém iria ser capaz de me impedir de amar outra vez. E então ela chegou, e conheci no fundo da alma o que é essa palavra decepção. Os anos se passaram e eu me via intacta. Uma grande barreira criou-se entre mim e o mundo chamado amor. Conheci pessoas incríveis nesse longo período, mas todas elas me faziam pensar demais se era bom ou não continuar esse papo sobre sentimentos. Sabe aquele receio de magoar o próximo sem querer? Não sei ao certo o porquê, mas preferi ficar na minha do que, inconsequentemente, ferir alguém. Eu precisava de um tempo sozinha para rever os sonhos, pensar no futuro, e no que realmente é importante. Amar estava fora de cogitação. 01 sorrisos amorEu não me sentia vazia, mas era como se algo me faltasse. Cheguei a acreditar que estava sentindo saudades do passado, mas só quando caiu a ficha que puder perceber que, o que eu sentia falta mesmo era do amor. Não estou com necessidade emocional de me apaixonar, mas sim de ser genuinamente amada. Eu pensei muito – até porque, tive tempo bastante para isso – e tudo que quero agora é amar, só que não pela metade ou só por dizer. Encontrar alguém com quem possamos passar a vida inteira é uma das decisões mais importantes que temos de tomar, pois quando não tivermos nada para oferecer, nossas forças se juntam, e aí um se torna o apoio do outro até verem a luz brilhar de novo. Eu poderia fazer diversas promessas aqui, nesse exato momento, mas estou, aos poucos, me permitindo outra vez, e desejo somente que tudo aconteça naturalmente. Sei que estou madura o suficiente para minha escolha. Amar alguém é a escolha mais certa a se fazer quando aprendemos a nos amar primeiro. Então fica combinado assim, qualquer novidade do destino, meus olhos farão questão de contar para Deus e o mundo. O amor há de vir no seu tempo, e que bom que o tempo passa, pois meu coração amadureceu. Estou pronta para amar, não agora, nem amanhã, mas quando ele chegar, eu sei que eu saberei que é ele.

Tempo certo

 

Dois

O outono e seus pensamentos…

O outono chegou, e com ele a brisa de diversos pensamentos. Têm dias que acordo e nem paro pra pensar no futuro, mas há outros que acordo querendo saber: “por onde anda o amor da minha vida?” Conhecemos gente quase todos os dias. É no metrô, na fila do banco, no corredor da faculdade, até no trânsito – seja onde for. Muitas das vezes passamos desapercebidos por pessoas incríveis, pois é bem isso que somos: um acumulo de sensações, mas a pressa nos tampa a visão, e em certos momentos, até o coração. Sim, eu continuo esperando pelo amor. Esperar. Essa palavra está se tornando um clichê. Alguns ainda insistem em dizer que quero escolher, mas o que eles não entendem é que meu coração não é descartável, que só porque não deu certo, eu esqueço e parto para outra. Tenha dó né? Eu já disse, e posso repetir quantas vezes forem necessárias: o amor é um sentimento nobre demais para ser desperdiçado com quem não deseja amar de verdade.Não me desespero, ando tendo paciência em esperar, porque tenho plena certeza que Deus está cuidando de tudo. Não quero alguém para levantar meu ego, só reconhecendo minhas qualidades sem se dar conta que os defeitos estão presentes e são partes de mim, ou, que fique sem me confrontar quando eu estiver errada, entende? Estamos vivendo rodeadas de pessoas pervertidas e desacreditadas nas coisas boas que trazemos no peito, mas ainda bem que apesar de tudo dizendo o contrário, mantenho-me firme na crença que “o amor une perfeitamente todas as coisas”. Um amor que una seus sonhos aos meus para juntos caminharmos. Um amor que ria dos meus desastres, mas me abrace quando eu precisar chorar. Um amor companheiro, confiante. Um amor que mesmo não tendo condições financeiras o suficiente para viajar, se sinta feliz em passar o dia assistindo um filme atoa. Que comemore comigo as minhas vitórias, me permitindo comemorar as suas também. Um amor que ame minha família que faz piada de tudo, mas que dá umas cortadas legais para sabermos como viver, e principalmente de como fazer um casamento durar. Um amor que me respeite, que seja inteiro, sem medo de se entregar. Um amor que não resista a saudade, e venha me ver quando dar na telha. Que converse comigo sobre tudo e que goste de me ouvir cantar. Eu quero um amor que eu possa chamar de lar e partilhar os meus anos ao seu lado. Um amor que resista o tempo. Ah! Eu quero amar, mesmo que o outro não mereça. Eu quero um amor que me ame, mesmo quando eu não merecer. Eu quero por fim que sejamos um só, pois daí pra frente, não só as alegrias, mas as dores também serão divididas. E o que parecer pesado demais para carregar, com a ajuda um do outro, saberemos levar adiante, para sempre. No fim das contas faz bem pararmos para pensar no que queremos. Amar e mais nada.

Tempo certo

Dedicatoria

Sossega esse teu coração

 É. Eu sei que em vez ou outra o medo de ficar só, bate a porta. Nós estamos diante do tempo e ele em certos momentos não espera por nós. Você anda tão atarefado, deixando de realizar tantas coisas, e isso chega a te preocupar quando para pra pensar no dia de amanhã, não é? Eu sei que tu olha outras pessoas de sua idade já casadas, ou até com filhos, em uma vida totalmente estável. Só que, não há nada de errado contigo, então leia atenciosamente o que vou lhe dizer: O amor leva tempo. Ele não é mau educado, muito menos forçado. Não extrapola espaços. Respeita sua estação certa para amar e o ideais que cada um possuí. O amor que vem para ficar, vem de mansinho, arranca suspiros e te faz dormir sorrindo. Essa coisa de sofrer antes mesmo de começar está longe de ser amor – é só uma grande atração fantasiada, mas o seu fim é cheio de incertezas. Não se deixe levar pela vontade de estar com alguém ou pela a saudade de ser a saudade de quem quer seja, dando valor a quem não te merece. Repare, avalie, e só se entregue quando sentir as pontadas gostosas em seu coração – esse foi meu jeito diferente de falar sobre as sensações boas que sentimos quando encontramos alguém especial.Primeiramente, só vai dar certo se você e a outra pessoa gostar de conversar e saber ouvir a voz um do outro, sendo capaz de gravá-la na alma para sempre, pois quando o silêncio chegar entre os dois, a lembrança da voz doce fará com que entendam que a maré siliciosa não é ausência de amor, e sim a paz que só o que é verdadeiro pode trazer. A companhia tem que ser equilibrada – você tem que ser equilibrado – a única coisa demais que deves sentir é a saudade. Em segundo lugar, só aceite um novo alguém quando a sua presença te trazer sentimentos indescritíveis, mesmo que se passe cinco, dez, ou cinquenta anos. Em terceiro, não menos importante, só se envolva com quem admita que seus defeitos fazem parte de você, essa coisa de “apesar dos seus defeitos (…)” faz com que pensamos que mereçamos alguém perfeito, quando no fim, nem nós somos. Enquanto o amor não chegar, trabalhe; estude; viaje; crie um bom repertório musical e, uma mine biblioteca de bons livros. . O que quero lhe dizer na verdade é que, viva intensamente. O amor não te fará feliz, porque você tem que ser antes de encontrá-lo. Sim, seja uma pessoa inteira para que o outro se sinta seguro quando as coisas não estiverem muito bem, pois, o amor de muitos só dura enquanto há calmaria, mas somente o verdadeiro permanece nos dias maus. Sossega esse teu coração, você é incrível demais para sofrer por coisas banais e por pessoas vazias. O amor há de vir – ou talvez já tenha chegado. No entanto, não tenha pressa em descobrir, porque nunca é tarde para amar, e vocês hão de se esbarrar nessa caminhada que chamamos de vida.

Tempo certo